Resolução do Problema de Mercado de Energia Elétrica Brasileiro e Análise de Remuneração dos Serviços Ancilares de Compensação Síncrona e Reserva Operativa

Nome: Carla Jacobsen Espindula
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 14/10/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Augusto César Rueda Medina Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Augusto César Rueda Medina Orientador
Hélio Marcos André Antunes Examinador Interno
Joel David Melo Trujillo Examinador Externo
Lucas Frizera Encarnação Examinador Interno

Resumo: A sociedade evoluiu e com ela as novas invenções tecnológicas e digitais
tornaram-se extremamente importantes na vida das pessoas. Com isso, a garantia do fornecimento contínuo de energia elétrica, de forma segura e confiável, tornou-se um serviço essencial para o consumidor. O controle de frequência e de tensão do sistema elétrico, por exemplo, são necessários e se não forem executados de forma correta, podem levar à instabilidade e até colapso total do sistema. Dada a importância desses controles e suas peculiaridades, a remuneração dos serviços ancilares (SA) deve ser feita separada dos custos de operação. A fim de minimizar os custos da operação do
sistema de transmissão e de criar uma análise mais justa de remuneração dos SA, neste trabalho, apresentam-se dois modelos para representar o sistema elétrico e, posteriormente, é realizado a otimização dos modelos dentro do mercado de energia elétrica. Considera-se os custos de operação para satisfazer a demanda de cargas e as perdas de potência ativa do sistema elétrico de potência, junto aos custos dos SA de reserva de potência operativa e compensação síncrona. Os modelos desenvolvidos neste trabalho são baseados nas regras e procedimentos de operação do Operador Nacional do Sistema Elétrico e da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. A diferença entre as modelagens está na proposta do segundo modelo, que estipula uma nova forma de remuneração da geração de potência reativa, na qual os esquemas de remuneração são mais estruturados e atrativos para o mercado de energia elétrica e as recentes mudanças no setor elétrico. Para demonstrar a eficácia do novo esquema proposto, é empregado o sistema de teste IEEE 30 para simulação e análise no software AMPL, utilizando o solver KNITRO. Por fim, pode-se demonstrar que o operador do sistema elétrico é melhor beneficiado com o modelo de mercado proposto na segunda modelagem, devido à redução dos custos de operação e a forma mais atrativa e transparente de precificação dos custos de potência reativa injetados os inseridos no sistema.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910