Uma Proposta de Serviços Semânticos Ralacionada ao Autogerenciamento em Redes Ópticas de Transporte

Nome: Maxwell Eduardo Monteiro
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 20/08/2010
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Anilton Salles Garcia Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Anilton Salles Garcia Orientador
Jorge Moreira de Souza Examinador Externo
José Carlos Maldonado Examinador Externo
José Gonçalves Pereira Filho Examinador Interno
Ricardo de Almeida Falbo Examinador Interno

Resumo: O presente trabalho identifica que dentro da disciplina da Gerência de Redes de
Telecomunicações o paradigma do Autogerenciamento apresenta um grande
potencial para diminuir o tempo de maturação entre a aquisição de uma tecnologia e
a oferta de serviços sobre ela. Entretanto, uma análise da literatura clássica sobre a
Gerência de Redes e sobre o estado da arte do Autogerenciamento revela que tanto
as técnicas e mecanismos consolidados quanto as mais recentes contribuições não
proporcionam a interoperabilidade e o reúso entre as entidades heterogêneas de
gerência das Redes de Telecomunicações. Esses gaps impedem avanços na
direção de um princípio básico do Autogerenciamento: o estabelecimento de um
ecossistema de autogerenciamento.
Em resposta a essa lacuna, esta tese propõe uma arquitetura de software cujo
objetivo é facilitar a criação de sistemas de Autogerenciamento, conferindo-lhes a
oportunidade de estabelecer um ecossistema com as características
interoperabilidade e reúso, através da integração semântica apoiada em uma
ontologia sobre Redes de Transporte. Ao especificar preliminarmente o Provedor de
Serviços Semânticos da Gerência de Redes de Transporte, principal elemento da
arquitetura, evidencia-se que um ponto chave para a contribuição pretendida é o uso
de ontologias. Sua capacidade de compartilhamento dos conceitos de um domínio,
de extensão e de inferência lógica a tornam uma poderosa ferramenta para a
constituição do ecossistema de Gerência de Redes. Embora seja delimitado um
escopo de desenvolvimento no qual o Provedor de Serviços Semânticos da
Gerência de Redes é especializado para as Redes de Transporte, uma maior
atenção é dispensada à Ontologia das Redes de Transporte ITU-T G.805. Nessa
condição, não é apresentada uma Implementação de Referência para a arquitetura
proposta, mas sim uma implementação experimental, através de um protótipo de
software. Essa implementação experimental ratifica a viabilidade da proposta e o
potencial da mudança de paradigma na criação de sistemas de Autogerenciamento.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910